Avaliação Externa do Agrupamento

logo equipa autoavaliacao

Grupo de AUTOavaliação

“Todas as crianças têm o direito de frequentar escolas com uma cultura de melhoria da qualidade baseada na sinergia entre os processos de avaliação interna e externa.”
Declaração Syneva, in syneva.net

A Lei 30, de 20 de dezembro de 2002, regulamenta o sistema de avaliação da educação e do ensino não superior. Este normativo faz depender a avaliação das escolas de dois mecanismos avaliativos diferentes mas complementares: os processos de autoavaliação implementados nas próprias escolas e a avaliação externa, que se encontra assim definida no artº 8º da mesma lei:

A avaliação externa, a realizar no plano nacional ou por área educativa, em termos gerais ou em termos especializados, assenta, para além dos termos de análise referidos no artigo anterior, em aferições de conformidade normativa das actuações pedagógicas e didácticas e de administração e gestão, bem como de eficiência e eficácia das mesmas.

A melhoria dos estabelecimentos escolares e do serviço educativo que prestam é o fim último dos vários tipos de avaliação. Entre ambos devem estabelecer-se as sinergias necessárias para que a escola oriente a sua ação para a melhoria dos processos e dos resultados.

II Ciclo de Avaliação Externa das Escolas 2011/2015

Concluido o  I ciclo  da  Avaliação Externa das escolas que decorreu entre 2006 e 2011, a Inspeção Geral da Educação iniciou, no ano letivo 2011-2012, e na sequência do relatório final produzido pelo Grupo de Trabalho criado pelo Despacho nº 4150/2011, de 4 de março, um novo ciclo deste Programa. Eis os objetivos do novo ciclo de avaliação:

  • Promover o progresso das aprendizagens e dos resultados dos alunos, identificando pontos fortes e áreas prioritárias para a melhoria do trabalho das escolas;
  • Incrementar a responsabilização a todos os níveis, validando as práticas de autoavaliação das escolas;
  • Fomentar a participação na escola da comunidade educativa e da sociedade local, oferecendo um melhor conhecimento público da qualidade do trabalho das escolas;
  • Contribuir para a regulação da educação, dotando os responsáveis pelas políticas educativas e pela administração das escolas de informação pertinente.

O Agrupamento de Escolas de Arouca receberá a visita da Inspeção Geral da Educação e Ciência [IGEC], entre os dias 13 e 16 de abril. Partilhamos a agenda de trabalhos, bem como o referencial dos domínios de avaliação a utilizar pela equipa da IGEC.

Todos estamos envolvidos e todos devemos colaborar, responsavelmente, neste momento importante da vida do nosso agrupamento, porque daí resultará, por certo, uma oportunidade de crescimento e melhoria para a comunidade educativa e local. Todos os intervenientes interessados e envolvidos neste processo de avaliação devem dialogar e partilhar a sua visão da escola. É isso que temos feito. Como diz a Declaração de Syneva,

Num processo que cria sinergia entre as avaliações interna e externa, participam diferentes elementos, pelo que é crucial que as perspetivas sejam partilhadas. As perspetivas dão uma orientação aos objectivos da avaliação. Os participantes têm papéis diferentes e, consequentemente, as suas intenções podem divergir. Esta é uma das razões pelas quais perspetiva e objetivos devem ser definidos com abertura. É essencial dialogar para dar um sentido à visão e para delinear os objetivos. Todos os que estão envolvidos num determinado processo de avaliação devem ter uma perspetiva devidamente articulada do objectivo. Tal perspetiva deve emergir de um diálogo aberto.

O diálogo continua aberto. Se pretender partilhar a sua visão e as suas sugestões de melhoria, não hesite. Pode entrar em contacto connosco pelo email Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
A sua opinião conta! Nós contamos consigo!

I Ciclo de Avaliação Externa das Escolas 2006/2011

As duas unidades orgânicas que, em junho de 2012, deram origem ao recém-formado Agrupamento de Escolas de Arouca, foram avaliadas no quadro do I Ciclo de Avaliação Externa das Escolas, em Novembro de 2007, a Escola Secundária de Arouca [consultar relatório] e em Janeiro de 2009, o Agrupamento de Escolas de Arouca [consultar relatório]. Em maio de 2011, este Agrupamento foi ainda objeto de uma ação inspetiva centrada na área da GESTÃO CURRICULAR NA EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR E NO ENSINO BÁSICO [consultar relatório].

Os resultados dessas avaliações, por domínio, são os seguintes:

DOMÍNIOSAEA 2009ESA 2007
Resultados Bom Bom
Prestação serviço educativo Bom Bom
Organização e Gestão Bom Muito Bom
Liderança Bom Muito Bom
Autoregulação e melhoria Bom Muito Bom