Iniciação à Programação

APRESENTAÇÃO

Esta iniciativa tem como finalidade promover o ensino da programação nas escolas do 1º CEB do Agrupamento de Escolas de Arouca e aumentar os níveis de literacia digital dos nossos alunos 4º ano de escolaridade.

A iniciação à programação deverá ser entendida como mais uma ferramenta educacional ao serviço e em articulação com as restantes áreas curriculares e não como mais uma área disciplinar.

A principal finalidade deste projeto-piloto é a de que os alunos não só aprendam a programar mas, ao mesmo tempo, aprendam programando. A programação, para além de desenvolver nos alunos a sua criatividade em ciências da computação, promove uma visão mais alargada dos diferentes usos do computador e contribui para o desenvolvimento do pensamento computacional.

Propõe-se que os alunos do 4.º ano efetuem um percurso de aprendizagem de modo evolutivo, podendo adaptar-se de acordo com as horas semanais destinadas às atividades e às características específicas dos alunos.

Partindo do pressuposto que a capacitação digital é cada vez mais uma necessidade que se repercutirá tanto no mundo do emprego como na vida quotidiana, o Agrupamento de Escolas de Arouca aceita, assim, o desafio da Direcção-Geral da Educação de ser uma as primeiras escolas a ensinar programação aos pequenos alunos dos 3º e/ou 4º anos de escolaridade.

OBJETIVOS

  • entender e aplicar princípios e conceitos fundamentais das Ciências da Computação;
  • descrever e representar simbolicamente sequências de ações de atividades do quotidiano;
  • planificar sequências de instruções que permitam a realização de uma dada tarefa;
  • utilizar diferentes tipos de dados (textos, números, entre outros);
  • criar sequências de instruções que envolvam seleção e repetição;
  • analisar algoritmos, identificando o seu resultado;
  • reconhecer que um algoritmo pode ser reutilizado em diferentes situações;
  • identificar um problema e decompô-lo em subproblemas;
  • planificar e criar um projeto de forma estruturada;
  • identificar e corrigir erros existentes na programação de um projeto;
  • otimizar a programação da solução encontrada;
  • resolver problemas, criar histórias animadas e construir jogos com recurso ao desenvolvimento de programas informáticos;
  • usar as Tecnologias de Informação e Comunicação de forma responsável, competente, segura e criativa;
  • desenvolver competências nas diferentes áreas das componentes do currículo, bem como nas áreas transversais, por exemplo, no âmbito da Educação para a Cidadania, em articulação com o professor titular da turma, sempre que o mesmo não seja o responsável pela implementação deste projeto;
  • apresentar um projeto desenvolvido pelo seu grupo e partilhá-lo com outros;

METODOLOGIA

  • Consta de uma programa gerido do modo mais aberto e flexível possível.
  • O trabalho a desenvolver deve ser, tanto quanto possível, articulado com o professor titular da turma, nomeadamente ao nível da definição de projetos para alguns dos temas a abordar, na elaboração e correção de textos, ou na seleção de imagens e de sons a utilizar nos projetos.
  • O projeto desenvolver-se-á ao longo do ano letivo, duas horas por semana.
  • A lecionação será da responsabilidade do professor do IPRO em parceria com o professor titular da turma, durante um segmento de 60’, na aula de Oferta Complementar e outro segemento de 60’ em AEC.