Visitas de Estudo - 8ºI

No dia 11 de maio de 2016, os alunos do 8.º I - Curso Vocacional de Agricultura, Animação Cultural e Artesanato, acompanhados pelos professores, Ana Clara Brandão, Fernando Alves e Márcia Ferreira, tiveram o privilégio de realizar três visitas de estudo.

Na Torre da Oliva em S. João da Madeira receberam instruções e um guia para visitar as empresas Helsal e Viarco. Em Casal, Chave foi a vez de conhecerem a Cooperativa de Solidariedade Social, I.P.S.S.: Semente de Futuro.

Helsar, uma fábrica de calçado de alta qualidade que iniciou a sua atividade com sapatos de criança e que passou a fabricar todo o tipo de calçado para senhora de marca própria, mas que também aceita encomendas para outras marcas. Cada sapato é único e todo feito na fábrica, desde o design, com departamento próprio onde se desenha, molda e faz uma ficha técnica que indica todos os componentes do sapato, passando à zona de fabrico que exibe uma vasta variedade de materiais, até ao embalamento para o cliente. A pele de animais utilizada para a confeção do calçado é retirada a partir de animais mortos para consumo, não se matam de propósito para lhes retirarem a pele. Os sapatos são muito originais, mas muito caros e são vendidos para todo o mundo.

A hora de almoço foi de convívio no Shopping 8.ª Avenida. A parte da tarde começou com a visita à fábrica Viarco.

Viarco, a fábrica de lápis mais pequena da Península Ibérica. A visita a esta fábrica começou com a visualização de um documentário sobre a história da empresa que fabrica dos lápis mais pequenos até aos XL, de todo o tipo, e até mesmo grafites para artistas. Tem uma loja de venda ao público onde se podem fazer encomendas e comprar todos os materiais disponíveis. O Agrupamento de Escolas de Arouca não tem nenhum lápis Viarco à venda na reprografia. O lápis mais simples custa nesta loja da Escola 0,25€ e é da marca Staedtler, uma empresa alemã. O lápis mais barato disponível na loja de venda ao público da Viarco custa 0,50€, mas a boa qualidade desta marca portuguesa está garantida.

Semente de Futuro, um projeto de José Brandão, fundado em 2005 e em atividade desde 2008 como Cooperativa de Solidariedade Social, I.P.S.S., composta essencialmente por aposentados com origem no local e relações de amizade e objectivos comuns, sucessivamente alargado a elementos locais e com apoios diversos de pessoas que comungam os mesmos ideais.

Os alunos e professores foram muito bem recebidos por quatro voluntárias que brindaram o grupo com um agradável refresco de elixir de sabugueiro, na acolhedora cozinha da casa. De seguida, na sala, onde realizam conferências, encontros e palestras, comodamente instalados, os alunos fizeram uma entrevista à Dra. Bonina Brandão para conhecer melhor a instituição, os seus objetivos e atividades. A propósito do diálogo que se estabeleceu foi mostrado um vídeo sobre a tosquia das ovelhas pela Dra. Ortelinda Ramos.

Esta instituição, que cria animais, preserva plantas e faz o tratamento de lãs, desenvolve produtos como mel, compotas, chá convívio, elixires e artesanato em lã, confecionado num quartinho da casa com a lã das ovelhas que criam e que o grupo teve oportunidade de ver. A flor de luz foi o produto que mais admiração causou ao grupo. Uma planta que nasce na quinta e cuja flor, depois de seca, quando colocada em sal e azeite, se transforma num pavio de grande durabilidade e que produz uma claridade de enorme beleza.

Esta visita de estudo só foi possível realizar pelo facto de a Câmara Municipal de Arouca ter gentilmente oferecido o transporte. O investimento valeu a pena, porque o dia de formação consistiu numa experiencia única, nova, interessante. Numa palavra: top!

Fotos