Concursos de Contratação Escola

Informações referentes aos Concursos de Contratação Escola podem ser obtidas neste link.


Inscrições no CTeSP até 23/08

O CTeSP de Informação e Animação Turística foi homologado. Está aberto o Concurso de Acesso aos Cursos Técnicos Superiores Profissionais, até ao dia 23 de agosto. A candidatura é efetuada online em portal.ipp.pt.

Para mais informações e apoio na candidatura, leia o edital de abertura de concurso e a sua adenda e/ou dirija-se aos Serviços Administrativos do AEA.

Projeto de Autonomia e Flexibilidade Curricular (PAFC)

O Despacho n.º 5908/2017, de 5 de julho autorizou, em regime de experiência pedagógica, a implementação do projeto de autonomia e flexibilidade curricular dos ensinos básico e secundário, no ano escolar de 2017-2018. Envolver o Agrupamento de Escolas de Arouca (AEA) no Projeto Piloto de Autonomia e Flexibilidade Curricular (PPAFC) surgiu como algo natural e integrado no conjunto de iniciativas que têm sido desenvolvidas no âmbito da promoção do sucesso escolar. O esforço e o trabalho de investigação ação nesta área já se desenvolvem nas nossas escolas desde há vários anos.

Há um grande envolvimento dos diversos elementos da comunidade educativa nesta cultura de participação e partilha, determinante na construção de uma escola aberta à mudança, capaz de refletir sobre a sua ação, aprender, ajustar-se e a responder à exigência contínua de melhoria.

O projeto que em conjunto e colaborativamente desenhamos, desafia todos a fazer um trabalho conjunto iniciado há alguns anos que, tendo sido difícil, tem sido reconhecido pela sua qualidade, eficácia e excelência. O PPAFC permitiu-nos continuar a experimentar novas metodologias e práticas, pois deu-nos a possibilidade de aprofundar a autonomia nesta matéria.

No AEA, o processo avançou no primeiro ano de cada ciclo (1.°, 5.°, 7.° e 10.° ano) e apenas em algumas escolas. No 1º ciclo, entraram três escolas (Arouca, Moldes e Boavista) com quatro turmas do 1º ano, no 5ºe 7º ano de escolaridade, três turmas e no 10º ano quatro turmas dos cursos profissionais. As opções que fizemos quer a nível organizacional quer a nível de mudança de práticas, apresentam aspetos a realçar como francamente positivos que temos partilhado. Com a publicação do novo decreto da flexibilidade curricular, Decreto-Lei nº55/2018, de 6 de julho, este projeto foi redesenhado. Estando agora mais preparados para a sua implementação quer pela experiência-piloto que vivemos no agrupamento ao longo do último ano letivo, quer pela avaliação interna que fizemos ao projeto.

 Documentos