Vacinação e testagem reforçam segurança sanitária no Agrupamento

Determinado, em 22 de janeiro, o encerramento das escolas por força da pandemia Covid-19, e cumprido, desde 8 de fevereiro, um período de ensino a distância, o regresso dos alunos às aulas presenciais deu-se de forma faseada, segundo o plano de desconfinamento desenhado pelo Governo: 15 de março para os alunos do pré-escolar e 1º ciclo, 5 de abril para os alunos do 2º e 3º ciclos, 19 de abril para os alunos do ensino secundário.

Pessoal docente, pessoal não docente e alunos

Depois da testagem e da vacinação do pessoal docente e não docente, o regresso dos alunos do ensino secundário ao regime presencial foi acompanhada de medidas de diagnóstico sanitário determinadas pelo Ministério da Educação e a Direção Geral de Saúde, em articulação com as direções dos agrupamentos escolares. Esta foi a primeira vez que os alunos do ensino secundário foram testados em massa no contexto da pandemia Covid-19, abrangendo mais de 200 mil em todo o país. A campanha de testagem é mais uma medida suplementar para diminuir a propagação da doença em ambiente escolar.
No Agrupamento de Escolas de Arouca cerca de 400 alunos dos cursos científico-humanísticos e dos cursos profissionais – sob o necessário registo de consentimento dos encarregados de educação para alunos menores de idade - foram acompanhados pelos docentes ao centro de testagem Covid-19, que decorreu, a 20 de abril, no pavilhão gimnodesportivo da Escola Secundária.
Depois do primeiro teste será “adotada uma estratégia de rastreios periódicos, nos concelhos com uma incidência cumulativa a 14 dias superior a 120/100.000 habitantes” através de testes rápidos de antigénio, prevê o documento assinado pela Direção-Geral da Saúde, Direção-Geral dos Estabelecimentos Escolares e Instituto de Segurança Social.

Manter os cuidados ao longo do ano letivo

Com os professores já testados e vacinados e os alunos também testados há um sentimento de maior segurança no espaço escolar. Mas, alerta a senhora Diretora do Agrupamento, Professora Amélia Rodrigues, “continua a ser um dever de cidadania de todos manter os cuidados sanitários ao longo do ano lectivo.” “Temos de continuar a cumprir as normas, a adoptar as medidas de segurança, temos de cuidar da nossa comunidade educativa e também da nossa comunidade local.” A senhora Diretora agradece ainda a toda a comunidade escolar, aos professores, pessoal não docente, alunos, pais e encarregados de educação a sua colaboração para que a escola continue a cumprir a sua missão educativa, apesar dos constrangimentos manifestos no atual contexto pandémico. 27-04-2021