Alimentação e a sustentabilidade da humanidade

Será que conseguimos reverter a “insustentabilidade” do planeta? Será que é preciso ser vegan/vegetariano para salvar o planeta? Francisca Feiteira comentou na live “Sustentabilidade do planeta 2”.

No passado dia 7 de outubro, cinco turmas de 10º e 11º ano, nas respetivas salas de aulas, da Escola Secundária de Arouca, decorreu a live “ Sustentabilidade do Planeta II” com a participação da oradora Francisca Feiteira, no âmbito das disciplinas de Geografia A e Área de Integração, da responsabilidade das professoras Adília Cruz e Ester Duarte. Iniciou-se a apresentação desta live com uma breve intervenção das alunas Tatiana Duarte e Arina Gorelenkova.

Francisca Feiteira expôs e aprofundou os temas: veganismo, vegetarianismo, poluição, extinção de espécies, desflorestação para criação de campos agrícolas, consumismo,obesidade, pecuária intensiva e a qualidade de vida das pessoas. Para explorar estes temas, Francisca Feiteira baseou-se num estudo publicado pela revista Science, onde, claramente, aparece no topo dos consumos a carne e os laticínios. De realçar ainda que este estudo se fundamentou na recolha de dados em quintas com diferentes níveis de sustentabilidade.

Destacam-se como mais apelativos os seguintes aspetos: aproximadamente, um terço de todos os alimentos produzidos é desperdiçado; os alimentos desperdiçados dariam para alimentar um vasto número de necessitados; se toda a população se tornasse vegan, o planeta tornar-se-ia 75% mais sustentável; aproximadamente, 2,1 milhões de americanos sofrem de obesidade ou de excesso de peso.

Como mensagem final, Francisca Feiteira frisou que para melhorar a sustentabilidade do planeta não será necessário que todos sejamos vegan, basta reduzirmos o consumo de carne e de peixe.

Para tudo é preciso equilíbrio!

Fotos e Vídeo