Jornadas da Diferença

As Jornadas da Diferença são o culminar do projeto desenvolvido no âmbito da Oficina de Aprendizagem (OFA) do Curso Profissional Técnico de Controlo e Qualidade Alimentar e do Curso Profissional de Animador Sociocultural.

Um projeto interdisciplinar - implementado no âmbito da autonomia e flexibilidade curricular (PAFC) - que uniu dois cursos profissionais que encontraram na temática da diferença o denominador comum do seu trabalho colaborativo. O reconhecimento da diferença e das diversas formas de superar limitações e incapacidades de pessoas com dificuldades específicas e também das várias propostas de intervir proativamente na comunidade estiveram em foco nesta iniciativa inovadora, como a seguir se verá.

Estas Jornadas decorreram durante o dia 18 de fevereiro. Na parte da manhã, o tema abordado foi “Alergias e Intolerâncias Alimentares” e o período da tarde foi dedicado às temáticas do associativismo no município de Arouca, o primeiro da responsabilidade dos alunos do Curso de Controlo de Qualidade Alimentar e o segundo do Curso de Animador Sociocultural. 

A sessão de abertura foi conduzida pelo Presidente da Comissão Administrativa Provisória do Agrupamento de Escolas de Arouca, Agostinho Guedes, pela Vereadora do Desenvolvimento Educativo e Social e Desenvolvimento Cultural, Desportivo e Lazer, Fernanda Oliveira, e pela professora Olga Soares, da Equipa Pedagógica da Oficina de Aprendizagem. Estiveram presentes, além dos alunos, representantes de instituições locais e coordenadores de algumas estruturas da escola, nomeadamente os responsáveis pelo PES. 

Alergias e intolerâncias alimentares

Durante a manhã, os trabalhos foram conduzidos pelos alunos João Felício e Beatriz Resende, sob orientação dos professores da equipa educativa. O primeiro painel temático contou com a apresentação do estudo “Alergias e Intolerâncias Alimentares em Contexto Escolar” elaborado pelos alunos do Curso Profissional Técnico de Controlo e Qualidade Alimentar e apresentado pelas alunas Isabel Pereira e Andreia Silva. Este estudo teve como base um inquérito aplicado aos alunos do ensino secundário do AE Arouca. No final da apresentação dos resultados e respetivas conclusões os alunos Ricardo Soares e Bárbara Pereira distribuíram um folheto que elaboraram, intitulado “Uma dúzia de Verdades que deves saber”, com o intuito de dar a conhecer ao público-alvo algumas verdades científicas relacionadas com “Alergias e Intolerâncias Alimentares”.

Saúde e Alimentação

A jornada interdisciplinar prosseguiu com a comunicação “Saúde e Alimentação” pelo Delegado de Saúde do ACES Entre Douro e Vouga/Feira/Arouca, Ilídio Paulo Leão Soares Ferreira, seguida da comunicação “Alergias e Intolerâncias: Mitos e Verdades” pela nutricionista Elodie de Almeida. Duas apresentações extraordinárias sobre um problema de saúde que tantas vezes condiciona a qualidade de vida daqueles que dele sofrem. Hoje, a escola em particular e a sociedade em geral devem preocupar-se em encontrar formas de incluir todos os cidadãos, providenciando apoios, recursos e respostas específicas designadamente, ao nível da alimentação.

No encerramento do período da manhã, o Chef Manuel Mendes e o aluno do Curso Profissional de Restauração, António Ferreira, apresentaram a sua comunicação - “Comer Bem (e Bom) -, dando a conhecer alternativas às ementas comuns, nomeadamente ementas sem glúten e sem lactose. Sob a moderação da professora Carla Reis, seguiu-se um período de debate com a participação ativa do auditório. 

Associativismo e intervenção comunitária

As Jornadas da Diferença prosseguiram no período da tarde, dedicado às temáticas do associativismo no município de Arouca. A sessão de abertura, conduzida pela representante da Equipa Pedagógica, professora Olga Soares, incluiu uma apresentação cénica preparada nas aulas da Área das Expressões e concretizada pelas alunas do Curso Profissional de Animador Sociocultural, denominada “Baileia: corpo, som e movimento”. Com a condução dos trabalhos da tarde a cargo da aluna Maryline Pinho, seguiu-se o primeiro painel temático, empreendido e apresentado pelas equipas de alunas do C.P. de Animador Sociocultural, sustentado no estudo da diversidade e da dinâmica do movimento associativo e de solidariedade social no concelho de Arouca. A diversidade da intervenção comunitária traduziu-se na explicitação do papel das cerca de uma centena de associações e instituições (IPSS) arouquenses na comunidade. Acompanhada por uma bem conseguida ilustração em ppt e de um flyer indicativo de todas as associações e instituições distribuído ao público, a apresentação da riqueza do património associativo arouquense decorreu abrangendo a globalidade da intervenção comunitária desenvolvida localmente pelas associações culturais (alunas Jéssica Pereira e Rita Rocha), desportivas (alunas Bruna Portugal e Liliana Fonseca), do património e ambiente (alunas Ana Raquel Duarte e Andreia Duarte), de crianças e jovens (alunas Vânia Gomes e Daniela Brandão) e da terceira idade e deficiência (Ana Catarina Alves e Vânia Gomes). 

Resposta em rede

A jornada interdisciplinar, para a qual foram convidadas representantes das associações e instituições, concluiu-se com as preciosas comunicações de dois oradores convidados, o dirigente associativo Rafael Vaz, Presidente da Federação das Associações Juvenis do Distrito de Aveiro (FAJDA), e a técnica superior do município de Arouca, Salomé Assunção, que destacaram o papel das associações locais e de todas as instituições que integram a rede social do município na resposta às diversas necessidades socioculturais e lúdicas das respetivas populações. Sob a moderação do professor Adriano Sousa, seguiu-se um período de debate com a participação ativa do auditório. 

Interação pedagógica 

Com as presenças do Presidente da CAP do AE Arouca, professor Agostinho Guedes, da Vereadora da Câmara Municipal de Arouca, Fernanda Oliveira, da Diretora de Turma, dos Diretores de Curso, dos docentes do Conselho de Turma e docentes da Oficina da Aprendizagem (Olga Soares, Maria Manuela Belém, Carla Reis e Adriano Sousa) das turmas envolvidas decorreu a sessão de encerramento e a entrega de diplomas e recordações aos participantes. Participaram ainda no desenvolvimento deste projeto os professores António Moreira e Maria do Céu Teixeira, que integraram a equipa OFA. Esta atividade contou também com a colaboração de alunos e docentes dos cursos profissionais de Multimédia e Restauração do AE Arouca. 

A relevância dos temas, a arrojada interação pedagógica de recursos e conteúdos de dois cursos profissionalizantes, a qualidade global da organização e o cariz inédito desta realização no concelho de Arouca elevaram o nível das competências científicas, técnicas, comunicacionais e relacionais trabalhadas e dos resultados obtidos. 

Fotos

0
0
0
s2sdefault