23 alunos do AEA certificados com o Diploma de Estudos em Língua Francesa

No AEA, queremos levar a sério a Carta Europeia do Plurilinguismo. A aposta na certificação dos nossos alunos em língua francesa tem sido uma constante neste agrupamento.

Incentivados, orientados e preparados pelos professores de Francês do AEA, os alunos têm tido a oportunidade de fazer o exame de certificação, conforme o nível de proficiência de que são portadores. O DELF (Diploma de Estudos em Língua Francesa/Diplôme d’Études en Langue Française) é o diploma oficial do Ministério da Educação Nacional Francês para certificar as competências em francês dos candidatos estrangeiros. Os diplomas são reconhecidos internacionalmente.

Este ano, a cerimónia da entrega dos diplomas DELF teve lugar no dia 14 de fevereiro, tendo recebido o diploma 23 alunos de diversos anos de escolaridade (21 alunos o diploma de nível A2 e uma aluna o diploma de nível B2).

Ao nível do processo ensino-aprendizagem, os professores de Francês aproveitaram esta oportunidade para, junto dos alunos e Encarregados de Educação, lembrar o espaço da francofonia na Europa e no mundo, salientando a importância para os alunos e cidadãos em geral em adquirir uma competência multilingue. Aprender línguas, nomeadamente realizar o exame DELF, é uma mais-valia no futuro pessoal e profissional dos nossos alunos, oriundos de uma região marcada pela emigração para países francófonos. Constitui também um sinal de tolerância e respeito pela diversidade linguística e cultural dos povos, como diz a Carta Europeia do Plurilinguismo.

Vetor essencial da cidadania democrática, o plurilinguismo é, na Europa, a forma mais desejável e mais eficaz de comunicação no espaço de debate público: ele contém valores de tolerância e de aceitação das diferenças e das minorias. Indissociáveis de qualquer forma de cidadania europeia ativa, o plurilinguismo e a diversidade cultural são, assim, um componente fundamental da identidade europeia.

In Carta Europeia do Plurilinguismo

0
0
0
s2sdefault