Dia da Alimentação na EB1 da Boavista

A pensar no dia da alimentação, preparamos uma saída de campo: visita ao moinho. Aqui foi possível observar, conhecer e aprender sobre o funcionamento do moinho, o trabalho do moleiro e perceber a transformação dos grãos dos cereais em farinha. Tudo fazia sentido!

Acompanhar, participar e integrar o processo desde a recolha dos cereais – uma proposta de articulação com a família – com a visita de estudo – contacto direto com o meio – e o fabrico do pão com a ajuda dos padeiros da localidade – participação social – traduz a intencionalidade desta iniciativa: dar sentido e significado às experiências, às vivências e às aprendizagens.
No dia 16, ouvidas as explicações dos padeiros “metermos as mãos na massa”. Neste momento foram abordados alguns detalhes importantes sobre os ingredientes; a cozedura e, claro, vocabulário (fermento, crescente, levedar, maceira…).

Para terminar em beleza, um lanche partilhado: o pão quentinho, foi fatiado e saboreado com azeite e/ou com mel. Todos, desde os mais pequeninos do Jardim de Infância, aos mais crescidinhos e também aos adultos deste estabelecimento, fizeram jus ao ditado popular: “ Pão mole, depressa se engole”!

De referir ainda que integramos esta iniciativa numa das propostas do DAC, articulando a saída ao meio próximo/visita de estudo com o Dia da Alimentação.

Realizou-se, a propósito do dia da alimentação, no dia 22 uma sessão de sensibilização com uma abordagem à Escala de hidratação e cartaz “Fome zero”. Foi mais um contributo que enriqueceu esta temática.

Agradecemos o trabalho e a presença das técnicas envolvidas: enfermeira Marta e nutricionista Elodie.

Fotos

0
0
0
s2sdefault