Visita ao Parlamento Europeu

Alunos da ESA no Parlamento Europeu

A convite da eurodeputada Ilda Figueiredo, no dia 23 de Maio, partiu, em viagem de autocarro, rumo a Bruxelas um grupo de 19 alunos (9º, 11º e 12º anos) e professores da Escola Secundária de Arouca, da Escola Secundária de Vagos e do Colégio Casa Mãe de Baltar, para visitar o Parlamento Europeu (fotos). O grupo de alunos da ESA foi acompanhado pelas professoras Amélia Rodrigues, Ana Isabel Jesus e Florbela Gomes. Esta viagem, pensada no ano lectivo anterior, no âmbito do Clube Zoom Europa, só foi possível pelo trabalho desenvolvido pela coordenadora do projecto, professora Paula Fiadeiro, em colaboração com outros colegas e alunos da ESA.

BruxelasCom a chegada do grupo de Vagos, a nossa viagem iniciou-se pelo sinuoso trajecto Arouca/Alvarenga/Castelo Paiva em direcção a Baltar para recolher o último grupo da comitiva. Com alguns atrasos, seguiu-se até à fronteira de Chaves, passando pelo imponente Marão coberto de um belo manto rosa de urze e pelo planalto transmontano repleto de maias e verdura.

Após o almoço, cruzámos a fronteira Chaves/Verin e atravessámos as terras de Castela e Leão cujas paisagens, campos infindáveis de cereais verdes salpicados de papoilas e outras flores amarelas, azuis e rosa, colorido próprio desta altura do ano, fazendo lembrar belíssimas telas de artistas impressionistas, como, por exemplo, Monet – Coquelicots, que alguns alunos mais atentos puderam contemplar no Museu d’Orsay.

Pernoitámos no País Basco Espanhol, em Oriartzun, num hotel de estrada, simples e agradável de três estrelas, Hotel Lintzirin.

No dia seguinte, após o pequeno-almoço, seguimos viagem atravessando a fronteira de Irun pelos Pirenéus Atlânticos, prosseguindo por Hendaye, Biarritz, Bayonne, Bordéus, Poitiers, Tours, Orleães, passando junto à cidade de Paris (que visitámos no regresso) até Bruxelas, onde chegámos já depois da meia-noite. Ao longo deste longo percurso, podemos contemplar a floresta des Landes, os rios Garonne, Dordogne, Cher, Loire et Seine e as grandes planícies de cereal da Beauce, e avistar na região de Poitiers o Futuroscope.

Em Bruxelas, ficámos instalados num hotel simpático, Hotel VAN BELLE, na proximidade do bairro de Anderlecht, famoso pelo seu clube de futebol, o Royal Sporting Club Anderlecht.

Parlamento EuropeuApós uma noite bem dormida, saímos pela manhã, para as Instituições Europeias, com entrada no Parlamento por volta das 09.15 horas. Gentilmente acolhidos pelo porteiro na nossa língua materna, fomos encaminhados pelo simpático assistente da Esquerda Unitária, Ricardo Marques para a sala de reuniões, onde uma funcionária do parlamento nos deu informações sobre o funcionamento do Parlamento Europeu e nos apresentou o eurodeputado João Ferreira, o nosso anfitrião, na ausência da eurodeputada Ilda Figueiredo, que se encontrava em Portugal na campanha para as eleições governamentais. Ao longo desta sessão, alunos e professores mantiveram um diálogo muito profícuo, de grande interesse e pertinência com o eurodeputado. Terminada a sessão, toda a comitiva se deslocou junto das bandeiras para a fotografia oficial e, de seguida, dirigiu-se para a sala do parlamento para assistir a uma plenária sobre agricultura em diversas línguas.

O almoço, na companhia de dois assistentes da esquerda unitária, decorreu num dos restaurantes no interior do parlamento. De tarde, visitámos o FORTE DE BREENDONK um campo de concentração e deportação durante a Segunda Guerra Mundial, localizado a cerca de 20 km a sul de Antuérpia, localizado próximo da linha ferroviária que liga Antuérpia a Bruxelas. Esta fortificação, cuja edificação data de 1906, foi utilizada pela SS para aí efectuar o registo, triagem e deportação de prisioneiros. Actualmente é um Museu e Memorial da deportação. É também um dos 22 campos cujo nome está gravado no pavimento da cripta memorial em Yad Vashem, em Jerusalém. A visita guiada a este antigo campo de concentração nazi foi realizada por um guia belga num português quase perfeito.

Após a visita, de regresso a Bruxelas tivemos ainda a oportunidade de visitar o Atómio, símbolo da Exposição Universal de Bruxelas de 1958, e o centro histórico da cidade, com a sua Grand Place, inscrita em 1998 na lista de Património Mundial da UNESCO e considerada por alguns escritores, nomeadamente Victor Hugo, a mais bela praça do mundo. E como não podia faltar, lá fomos pelas ruas do centro histórico à procura do famoso Manneken Pis.

Pelas 20.00 horas, o jantar foi oferecido pelo Grupo Parlamentar do PCP, no restaurante português, Espace New Europe. Neste jantar, na companhia do eurodeputado e dos seus dois assistentes, todos puderam apreciar pratos tipicamente portugueses e conviver num ambiente agradável. Feitas as despedidas, seguimos a pé, apreciando a noite, pela cidade até ao hotel.

Na manhã seguinte, iniciámos a viagem de regresso, com paragem em Paris, onde realizámos uma visita panorâmica à Cidade - Luz, com passagem pelos principais monumentos, incluindo um passeio inesquecível no Rio Sena, nos famosos "bâteaux-mouches". À noite, antes de regressar ao conforto do Hotel Campanille de Bagnolet, podemos assistir do Trocadero à iluminação da Torre Eiffel, um espectáculo imperdível.

Moulin RougeNo penúltimo dia da viagem, dia inteiramente livre para visitas e actividades a gosto pessoal, o grupo da ESA saiu, logo pela manhã, em direcção ao cemitério Père Lachaise, o maior de Paris e um dos mais famosos do mundo, onde se encontram sepultadas importantes personalidades, essencialmente para visitar o túmulo de Jim Morrison (nascido James Douglas Morrison) vocalista dos The Doors, ídolo de muitos dos nossos jovens. A visita prosseguiu pelo Sacré Coeur, uma das mais belas vistas de Paris; pela Praça do Tertre para apreciar os famosos pintores da cidade; pela Défense para conhecer a modernidade de Paris e L’Arche (versão contemporânea e feminina do Arco de Triunfo); pelo Arco de Triunfo (emblema da epopeia napoleónica) e pelos Champs Elysées, admirando as famosas lojas, com destaque para a loja de moda Louis Vuitton e a célebre pastelaria Ladurée onde se confeccionam os tão afamados Macarons de Paris (docinhos preferidos da rainha Maria Antonieta); pela visita ao museu d’Orsay (antiga estação de Comboios transformada em museu e considerado o templo do impressionismo); e pela visita ao exterior da pirâmide e do museu do Louvre (museu mais visitado do mundo e no qual não entramos por falta de tempo). Foi uma correria, mesmo assim só possível graças ao Métropolitain de Paris.

Parlamento EuropeuPelas 20.30 Horas, iniciámos o regresso por Tours, prosseguindo viagem durante toda a noite, reentrando em Espanha pela fronteira de Irun. Ainda em Espanha, fomos visitar a grandiosa catedral de Burgos, dedicada à Virgem Maria, do século XIII, construção que segue padrões góticos franceses, mas também a tradição germânica, especialmente nas agulhas de pedra perfuradas e ornamentação geométrica.

Retomando a rede de Auto-Vias, reentrámos em Portugal por Vilar Formoso, directamente a Arouca. Separámo-nos do grupo de Vagos em Vilar Formoso e do de Baltar em Estarreja, com o convite de uma visita às novas instalações da ESA. Cansado, após longas horas e percorridos muitos quilómetros, o grupo chegou, são e salvo, a Arouca a bordo do autocarro da RivieraTur, graças aos seus condutores experientes.

Toda a viagem contou com o precioso e simpático apoio do guia, Marcelino Pereira, director da agência Turbus, contratada para efectuar este serviço. O Sr. Marcelino proporcionou informações de carácter técnico e cultural que enriqueceram a viagem, que decorreu de forma muito agradável.

Esta viagem, que terminou no dia 28 de Maio, proporcionou um enriquecimento cultural, um contacto com a realidade política europeia, um momento de diálogo e confraternização com um eurodeputado e seus assistentes, um espaço de convívio social entre escolas e um alargar de horizontes.

Durante toda a actividade, os alunos manifestaram um comportamento exemplar e de extrema camaradagem, boa disposição e não podemos deixar de realçar o excelente desempenho durante a sessão parlamentar.

Por esta experiência inesquecível, os alunos e professoras da ESA agradecem à eurodeputada Ilda Figueiredo a possibilidade da visita ao Parlamento Europeu e desta maravilhosa viagem.

Imprimir