Melhorar Práticas, Garantir Futuros

Apresentação

O programa ERASMUS+ é um programa da União Europeia, para o período de 2014-2020, e integra os domínios de educação, de formação, de juventude e do desporto.

A Ação Chave 1 assenta na mobilidade individual para fins de aprendizagem.

O AEA candidatou e viu aprovado o seu projeto ERASMUS+ - AK1, com o título “Melhorar Práticas, Garantir Futuros”, para desenvolvimento das competências dos seus professores, o qual financia, para os anos de 2017/2018 e 2018/2019, 14 mobilidades para pessoal docente e não docente.

Resumo

O Projeto prevê o envolvimento de diferentes estruturas educativas, como o Conselho Geral, a Direção, Coordenação de departamento, Serviço de Psicologia e Orientação, Educação especial e docentes de diferentes áreas curriculares, num total de 14 elementos que participarão em mobilidades para fins de aprendizagem nas seguintes áreas:- ensino do Inglês, do 1º ciclo ao secundário; - ensino do Francês, do 3º Ciclo e Secundário;- ensino da Matemática, desde o 1º ciclo ao Ensino Secundário;- as TIC em sala de aula, associadas à criatividade e inovação pedagógica nos diferentes níveis de ensino;- a Arte e a Educação Especial;- metodologia CLIL;- Promoção para a cidadania e prevenção da Violência Escolar.

Todos os cursos / atividades de formação previstas neste projeto visam a promoção da criatividade, de práticas inovadoras, da pedagogia diferenciada e inclusiva, de metodologias ativas, da valorização da dimensão artística e das TIC, propiciadoras da prevenção da indisciplina escolar, da melhoria das aprendizagem e dos resultados académicos e sociais dos alunos e consequente redução das taxas de desistência e abandono escolar. Permitem ainda o aperfeiçoamento das competências linguísticas dos docentes, o desenvolvimento de parcerias estratégicas com escolas de outros países e a criação de redes de trabalho colaborativo com diferentes parceiros e instituições europeias.

Os países contemplados na candidatura foram o Reino Unido, a França, a Holanda, a Finlândia e a Itália. 

Identificação das mobilidades para formação

Cursos estruturados do catálogo School Education Gateway, que constam da tabela anexa ao formulário de Candidatura à Formação Erasmus KA1- Mobilidade Individual para Fins de Aprendizagem - "Melhorar Práticas, Garantir Futuros".

Perfil dos participantes

Os docentes que venham a frequentar os referidos cursos serão professores do quadro de escola que estejam imbuídos de um dinamismo que promova a partilha e a inovação de métodos e práticas pedagógicas a implementar no seio dos respetivos departamentos curriculares do Agrupamento. Também participarão no projeto não docentes (SPO e assistentes).

Os critérios de seleção dos candidatos consideram o alcance da sua atuação e o grau de conhecimento das necessidades e da realidade escolar, tratando-se de elementos com cargos de coordenação, serviço educativo e participantes em órgão de gestão e administração. Os critérios de seleção definidos consideram as necessidades formativas dos docentes das áreas a intervencionar, a sua abertura à inovação, o seu dinamismo e a sua disponibilidade, tanto para a frequência da ação como para a posterior disseminação do conhecimento.

O processo de seleção

1ª fase - publicitação do Projeto;

2ª fase - convite à formalização de interesse mediante preenchimento de formulário de candidatura;

3ª fase- seleção e seriação dos candidatos;

4ª fase - divulgação dos resultados;

5ª fase - abertura de período de reclamação;

6ª fase - publicação da lista definitiva.

Critérios de seleção dos participantes

1º - afinidade com as áreas de intervenção;

2º - total disponibilidade para a formação e disseminação;

3º - tempo de serviço prestado na organização;

4º - motivação e abertura à inovação;

5º - dinamismo - envolvimento no plano de atividades do Agrupamento.